Android Auto sem fio pode ser expandido graças a um financiamento coletivo

Um desenvolvedor criou um dongle, que pode ser instalado em diversos carros
Ele vai evitar os cabos que são necessários para conectar o automóvel ao Android Auto
Isso vai tornar o sistema wireless, sem fio
A meta do financiamento está praticamente alcançada O objetivo é iniciar a distribuição em dezembro de 2020O Android Auto sem fio, nativo em carros, ainda é bastante restrito. Alguns desenvolvedores e interessados no sistema pretendem mudar isso. Um desenvolvedor criou um dongle paralelo, que pode ser instalado em carros. Para financiar o projeto e arcar com os custos, foi lançado um Crowdfunded pelo IndieGoGo, visando aumentar a presença do sistema.
Financiamento coletivo Android Auto
O desenvolvedor Emil Borconi-Szdressy lançou recentemente uma campanha pela IndieGoGo, apoiada pelo XDA-Developers e 9to5Google, para promover o seu dongle USB AAWireless. Ele consegue oferecer o sistema sem fio para a maioria dos carros mais recentes. Como não é um sistema oficial, ele enfrenta alguns problemas. Apesar disso, ele funciona e pode ampliar muito a presença do Android Auto.

Para instalar o sistema é necessário que o carro possua um sistema de infoentretenimento, que suporte o Android Auto com fio. A transição será no cabeamento. Caso o carro não tenha nenhuma forma de compatibilidade, não será possível instalar o dongle. Geralmente, os carros mais recentes já acompanham algum tipo de compatibilidade.
Como mencionado, ele apresenta alguns problemas. O primeiro deles é o tempo necessário para estabelecer a conexão. Demora cerca de 40 segundos para o dongle iniciar, o que exige uma paciência maior dos usuários. A compatibilidade também não é geral. O sistema não está funcionando em todos os veículos, mas já pode ser instalado em vários modelos de carros. Algumas marcas testadas foram: Nissan, Toyota, Hyundai, Kia, Ford, entre outras.
Outro problema é a falta de assistência. Os desenvolvedores que estão envolvidos no projeto não conseguem prestar ajuda, muito pelo sistema ainda estar em suas primeiras fases de testes. Se o usuário tiver problemas, ele terá que resolver de forma independente.
Para resolver os problemas, além de expandir o projeto, foi lançado um financiamento coletivo. Borconi-Szdressy está perto de atingir sua meta e espera que os primeiros dongles sejam enviados até dezembro de 2020, custando US$ 55 cada. Considerando apenas a atual cotação da moeda, o valor seria de quase R$ 300.

Via: XDA-Developers, Engadget, 9to5google

Fonte: MundoConectado