DJI amplia opções de proteção de privacidade de dados para governos e empresas

A DJI ampliou as opções de proteção de privacidade de dados para operadores de drones comerciais e governamentais. A decisão foi tomada após a realização de uma auditoria de segurança digital na firma chinesa, que levou à criação de um novo recurso conhecido como Loca Data Mode (Modo de Dados Locais).

A funcionalidade será implementada numa série de drones corporativos, eliminando as conexões com a internet e evitando a transmissão de dados de voo das aeronaves não tripuladas. O recurso poderá ser ativado nos aplicativos da empresa para controle de voo –DJI Go 4 e DJI Fly – depois de chegar através de atualizações, que serão implementadas nos próximos meses.
Site oficial: DJI Go 4
A decisão foi tomada depois de uma auditoria promovida pela firma independente de cibersegurança FTI Consulting (FTI). O recurso tem como principal objetivo atender às demandas de agências federais e de segurança pública dos Estados Unidos, além de governos estaduais e municipais do país norte-americano.
Site oficial: DJI Fly
“Para clientes empresariais e governamentais que geram dados altamente sensíveis e operam com protocolos de segurança de dados rigorosos, o Local Data Mode oferece uma segurança simples, efetiva e controlada pelo operador de que nenhum dado dos seus voos será transmitido através da internet”.
Brendan Schulman, vice-presidente de assuntos legais e políticos da DJI”Para clientes empresariais e governamentais que geram dados altamente sensíveis e operam com protocolos de segurança de dados rigorosos, o Local Data Mode oferece uma segurança simples, efetiva e controlada pelo operador de que nenhum dado dos seus voos será transmitido através da internet”.
Brendan Schulman, vice-presidente de assuntos legais e políticos da DJI
Fonte: DJI

A análise conduzida pela FTI envolveu avaliações de hardware e de software produzidos pela DJI, incluindo até mesmo os códigos-fonte dos produtos da empresa. Todos os produtos foram adquiridos de maneira independente pela empresa para testes, e a fabricante chinesa ainda ofereceu acesso a mais de 20 milhões de linhas de código-fonte de aplicações. Para quem estiver interessado na análise completa (em inglês), basta acessar este link.
“Essa capacidade expandida para os clientes da DJI contribui em cima dos resultados da análise independente da FTI e demonstra mais uma vez como a DJI empodera os seus clientes a proteger os seus dados”.
Brendan Schulman, vice-presidente de assuntos legais e políticos da DJIVia: Drone XL, Drone DJ

Fonte: MundoConectado