Procon-SP notifica Apple por se negar a reparar iPhones danificados por líquidos

Em comunicado divulgado nesta semana, o Procon-SP anunciou que notificou a Apple pedindo explicações sobre os motivos que a levaram a se negar a reparar ou trocar iPhones danificados por líquidos. Vale destacar que a própria empresa promove seus smartphones como sendo resistentes à água.

Em seu comunicado, o Procon-SP diz que os usuários entraram em contato com a Apple após os iPhones terem apresentado problema ainda durante o período coberto pela garantia – mesmo assim, ela se negou a fazer o reparou ou a troca dos aparelhos danificados alegando que eles tiveram contato com líquidos.
O órgão de defesa do consumidor afirma que a Apple agora deve apresentar seus laudos de análise técnica de cada iPhone dos 21 consumidores que registraram queixa no Procon-SP. Estes laudos devem demonstrar por onde o líquido entrou e o caminho que ele percorreu nos aparelhos danificados. A Apple também deverá justificar o motivo de não reparar/trocar os aparelhos mesmo no período coberto pela garantia.
Também foi determinado pelo órgão que a empresa precisará provar que a entrada de líquidos nos iPhones dos consumidores ocorreu por mau uso, demonstrar qual a quantidade de líquido/umidade/água necessária para o acionamento do sensor detecção de líquidos dos aparelhos e informar se este mesmo sensor permanece ativo durante toda a vida útil dos iPhones.
Além de tudo isso, o Procon-SP quer que a Apple apresente dados concretos que comprovem que os aparelhos são realmente resistentes à água.
iPhone 11 Pro
(Reprodução/Apple)
Os modelos de iPhone envolvidos são o iPhone 11, iPhone 11 Pro, iPhone 11 Pro Max, iPhone SE (lançado em 2020), iPhone XS, iPhone XS Max, iPhone XR, iPhone X, iPhone 8, iPhone 8 Plus, iPhone 7 e iPhone 7 Plus – todos promovidos como sendo resistentes à respingos, água e poeira. Já no caso dos modelos iPhone XS, iPhone XS Max e iPhone 11 Pro Max, eles são ofertados no site da própria Apple e em outros varejistas online como sendo resistentes à água.
Embora a empresa promova essa resistência, sua página de suporte afirma que a garantia não cobre danos causados por líquidos: “A resistência a respingos, água e poeira não é uma condição permanente e pode diminuir com o tempo. Danos por líquido não são cobertos pela garantia, mas talvez você tenha direitos de acordo com o Código de Defesa do Consumidor”.

O Procon-SP diz que a Apple tem sete dias, contados a partir do dia 8 de setembro, para responder à notificação.
Via: Canaltech Fonte: Procon-SP

Fonte: MundoConectado