Veja como é o beta do HarmonyOS 2.0, sistema operacional da Huawei

Leitura Rápida
Foi divulgado o primeiro vídeo rodando o HarmonyOS 2.0
O canal do YouTube mostrou o funcionamento em um smartwatch Há rumores que o dispositivo usado pode chegar ao mercado internacional até o final de 2020Foi confirmado que o primeiro smartphone da Huawei, equipado com HarmonyOS 2.0, vai chegar em 2021. O sistema operacional foi desenvolvido pela própria chinesa, que precisou uma alternativa para substituir o Android. Recentemente, foi divulgado o primeiro vídeo mostrando como está a versão beta do sistema, rodando em um smartwatch, para testes.
O responsável pela demonstração foi o canal do YouTube Creator Studio. Ele mostrou algumas partes do sistema que não estão sob confidenciabilidade. Vale lembrar que essa ainda é uma versão de teste, que precisa de ajustes e será aprimorada até o lançamento geral. Você pode ver as novidades apresentadas no vídeo abaixo:
O sistema testado é o HarmonyOS 2.0. O número indica que ele já é a segunda versão desenvolvida e deve ser o mesmo adicionado aos smartphones de 2021, além dos demais dispositivos desenvolvidos pela Huawei. Ele ainda precisa fazer uma série de ajustes, para que a usabilidade fique melhor. A empresa promete um ecossistema integrado, de fácil navegação.

O vídeo mostra algumas funções comuns em smartwatches, com a interface desenvolvida. É possível ver o medidor de SpO2, um sensor de frequência cardíaca, rastreador de algumas atividades e alguns dos gestos de navegação em torno da IU.
Outra grande revelação é que a Huawei pode lançar o smartwatch com o sistema no mercado nos próximos meses. Isso indica que a comercialização do HarmonyOS fora da China pode começar antes mesmo de 2021. O primeiro dispositivo a rodar o sistema seria, segundo o rumor, o relógio inteligente.
A atitude se deve ao rompimento que o atual governo dos Estados Unidos impôs entre as empresas norte-americanas e a Huawei. Foi necessário que a chinesa fizesse uma série de adaptações internas, para cortar o suprimento que tinha com a América do Norte. O principal deles foi em seus sistemas operacionais.
Até então, a Huawei usava o Android em seus smartphones e demais dispositivos. O SO é desenvolvido pela Google, que tem sede nos Estados Unidos. Isso fez com que as companhias fossem obrigadas a cortar relações comerciais. Sem o sistema da parceira, a chinesa desenvolveu o seu próprio.

Via: GSM Arena

Fonte: MundoConectado