Review teclado Pichau P631K | ABNT2 e keycaps BOAS?

O objetivo do P631K é ser um teclado simples mas que conte com componentes de boa qualidade, proporcionando uma boa durabilidade em seu uso. Vamos descobrir se ele consegue manter o padrão de qualidade que os mouses da marca vem oferecendo.
Melhores Notebook para se comprar – Básicos e Intermediários
O MELHOR mouse até R$ 300! Pichau Hive – REVIEW

Review teclado mecânico Pichau P631K
Construção Externa e Design
O P631K RGB é o teclado de nível intermediário da marca, ele fica posicionado entre o P731 que conta com switches Cherry e o P531 que conta com switches Outemu. Em questão de design, o P631K é o mais sóbrio de todos, ele conta somente com a logotipo da empresa em cima das “setinhas” e o chanfro em volta da placa superior é cromado.

Pichau P631K RGB
Não há detalhe em nenhuma de suas laterais, todas contam com um acabamento preto brilhoso (não é Black Piano) que reforça ainda mais a ideia de um teclado de visual simples que pareça um modelo comum quando seus LEDs estão desligados.

Chanfros cromados na placa superior do teclado
Na parte debaixo encontramos 4 pés de borracha em conjunto com o ajuste de elevação – que tem a ponta em borracha, também. Fora isso temos somente algumas informações do teclado, nada demais.

Nada de especial por baixo do teclado
Apesar de sua estrutura simples, o P631K atende ao propósito de ser um teclado barato mas de qualidade decente. Sua placa superior tenta dar um ar um pouco mais sofisticado ao mesmo, mas seus plásticos laterais e inferiores acabam por negar este aspecto, algo que não vejo exatamente como ruim. O teclado passa em nossa avaliação externa, então agora vamos falar de suas keycaps.
Keycaps
Aqui encontramos um layout ABNT2 verdadeiro, o que quer dizer que encontrar teclas de reposição pode se tornar uma tarefa um pouquinho complicada. Felizmente, o P631K conta com keycaps Double-shot em plástico ABS, o que garante que suas teclas não desgastem com o tempo, podendo somente ficar com um aspecto levemente oleoso.

Suas keycaps são do tipo Double-shot e usam material plástico ABS

A fonte utilizada remete um pouco á um design gamer, com algumas letras cortadas (como o A e o D), mas em geral é boa. Seus caracteres são extremamente legíveis e isso sem dúvidas facilita a quem ainda não está acostumado a digitar sem olhar ao teclado.
Algumas teclas contam com suas funções secundárias iluminadas – comoé o caso dos números superiores – enquanto que outras tem suas funções pintadas em branco em sua parte superior. Eu honestamente preferiria ver as pinturas nas laterais das keycaps, pois não gostei do visual das mesmas após a adição dos símbolos.

Fonte mesmo que com pequenos traços gamers ainda é boa
No geral encontramos boas keycaps que devem durar muitos e muitos anos e não apresentam nenhuma falha. A letra Ç é na mesma fonte que todas as outras teclas e a fonte escolhida é super legível, mesmo que com alguns traços gamers ainda nela.
Iluminação
A iluminação encontrada no teclado é completamente RGB separada por tecla, as cores são todas controladas pelo software da marca que será explorado mais tarde, mas já respondendo a pergunta: Sim, você pode colocar a cor que quiser na tecla que quiser e criar várias “zonas”.

Os LEDs tem bom brilho, mas suas cores deixam a desejar
Temos a utilização de LEDs do tipo SMD, que proporcionam bom brilho e consistência, o que acaba por atrapalhar um pouco são os recortes dos caracteres das keycaps que acabam bloqueando parte da luz que vem do LED, como por exemplo na tecla CapsLock, mas isso já é ser chato com os detalhes.

Algumas teclas não ficam tão bem iluminadas
São vários efeitos disponíveis, alguns já são imbutidos diretamente no teclado enquanto que há outros a mais no software.
Construção Interna
Abrir o teclado não é uma tarefa difícil, basta remover as keycaps e os parafusos localizados logo abaixo das mesmas e pronto, ele já desencaixa.
Como de costume, vamos começar analisando as soldas encontradas no teclado. O caso do P631K é mais um que fico em cima do muro, em vários lugares do teclado as soldas estão perfeitas e devem apresentar excelente durabilidade, já em alguns pontos as soldas estão bem mal feitos como pode ser visto na galeria de fotos mais abaixo.
Isso me lembrou bastante a construção interna do BlitzWolf BW-KB1, onde tivemos um caso bem parecido com soldas perfeitas e outras ruins. A Pichau Gaming precisa melhorar o controle de qualidade dessas soldas para garantir que os seus teclados venham perfeitos para o uso. No nosso caso acredito que as mesmas não devem apresentar problemas, mas é algo para ficar de olho.
Infelizmente não consegui identificar a sua controladora, há resquícios de limpa solda em toda sua PCB, o que dificulta a leitura da mesma que já é difícil de ler pelo pequeno tamanho. Vou deixar fotos na galeria também, então quem conseguir identificar pode comentar que irei adicionar ao review.
A Construção Interna do P631K não é ruim, mas suas soldas deixam a desejar, felizmente é algo relativamente simples de corrigir já que é necessário apenas um pequeno aumento no controle de qualidade. Se a Pichau melhorar este aspecto do teclado o mesmo vai muito bem na parte interna.

Switches
Aqui encontramos switches da marca Kailh que teve boa melhora de qualidade há alguns anos, trazendo várias novas variações de switches ao mercado e se tornando uma das melhores opções quando se procura modelos que tem boa relação de Custo x Benefício.

Os switches são da marca Kailh
Nosso teclado veio com os modelos Kailh Red que são lineares e tem força de ativação em volta dos 40 a 45cn. Eles são bem diferentes de modelos como o HyperX Red ou os próprios Cherry MX Red que são a “referência” do mercado hoje em dia.
Se fosse para fazer um comparativo de tatilidade durante o uso, eu os colocaria bem próximos aos Gateron Red, o que é uma coisa boa ao meu ver. Eles são bem macios e peso, sendo bem confortáveis tanto para uma jogatina quanto para digitar um artigo completo, que é exatamente o que estou fazendo nele neste momento.

O teclado que recebemos veio com o modelo Red
Devido ao aumento de qualidade que a marca tem mostrado nos últimos anos, estes devem ser duradouros e não devem apresentar problemas em um futuro próximo.
Software
Assim como os outros periféricos que tiveram suas análises feitas aqui no Oficina da Net, o Pichau P631K RGB também conta com software. Confesso que o mesmo é um pouco confuso para a utilização, mas felizmente não é quebrado como já vi em outros teclados. Deixo abaixo link para download do mesmo.
Software Pichau P631K RGB – Download
Ao abrir o programa somos introduzido a aba “PCMODE” onde você não pode fazer basicamente nenhuma alteração às configurações do teclado, somente mexer nos efeitos de iluminação do mesmo.

Na aba PCMODE não é possível remapear as teclas
Caso você queira fazer qualquer tipo de alteração de mapeamento das teclas é necessário selecionar a opção “PROFILE” e aí sim você pode selecionar uma tecla e mudar o seu comportamento, como pode ser visto na imagem abaixo.

Utilize a aba PROFILE para fazer alteração de funções
Outra coisa que também pode ser feita é sincronizar o teclado e suas funções de acordo com o programa que é aberto, algo que a grande maioria dos teclados que não são de marcas grandes não possui e pode ajudar bastante principalmente editores e quem utiliza muitos macros em geral.

É possível criar perfis baseados no programa que for aberto
Ele também conta com suporte a gravação de macros, porém não é possível utilizar nenhuma função ou input do mouse do mesmo. Além disso esta é uma das interfaces mais confusas que vi para criar um macro, então fica a sugestão de melhora de layout para a Pichau.

Sistema de macros é bem confuso
E por último temos a parte de iluminação, onde você pode selecionar entre vários efeitos já pré-definidos ou também escolher a cor de cada tecla independentemente, como fiz na imagem para ilustrar.

Infelizmente os LEDs do teclado não batem com a cor escolhida no software
Este é um software extremamente simples e que serve para ajudar o usuário a configurar coisas que diretamente pelo teclado seriam um pouco chatas de fazer. Não espere refinamento ou grande possibilidade de personalização aqui, pois é algo só para complementar as funções já existentes do teclado.
Conclusão
O objetivo da Pichau com este teclado era trazer um produto simples mas que tenha boa durabilidade e um preço relativamente baixo, e acredito que a marca tenha conseguido atingir este objetivo. O P631K RGB pode não ser o teclado mais bonito nesta faixa de preço nem o com mais possibilidades de personalização, mas uma coisa ele tem: componentes de qualidade.

Pichau P631K RGB
Temos keycaps double-shot, temos switches Kailh que são de boa qualidade, temos LEDs SMD que tem durabilidade muito maior que modelos de 3mm convencionais, temos uma PCB bem desenhada que é inclusive usada em seu irmão maior (e mais caro), o P731.
Eu Indico o P631K RGB sem muito receio, o teclado traz exatamente o que eu esperava nesta faixa de preço. Alguns modelos que posso citar em mesmo nível de qualidade são o Motospeed CK107 K96 e o Motospeed CK99. Eles perdem em um ou outro aspecto, mas também são ótimas escolhas na mesma faixa de preço de R$ 330.

Prós
– Bons switches- Keycaps double-shot- Preço

Contras
– Construção Externa simples

Pichau P631K

8.0

 

Fonte: OficinaDaNet