Google Drive vai passar a deletar arquivos que estão há mais de 30 dias na lixeira

O serviço de armazenamento e sincronização de arquivos em nuvem, Google Drive, vai começar a excluir de modo permanente os arquivos que estão há mais de 30 dias na sua lixeira. Essa mudança passará a fazer efeito no dia 13 de outubro, então você tem umas três semanas para tirar da lixeira os documentos que deseja manter e mudar os seus hábitos.

Dito isso, se você guarda arquivos que são importantes na lixeira, é uma boa hora para repensar seus hábitos em geral. De qualquer modo, com a mudança, o Drive vai passar a operar do mesmo modo que outros serviços da Google, como o Gmail – que já deleta permanentemente arquivos da lixeira após 30 dias.
No momento, o Drive mantém os arquivos na lixeira de maneira indefinida. O único jeito desses documentos serem excluídos de forma definitiva é se o usuário fizer isso manualmente. Como aponta o site The Verge, isso fazia com que essa área do Drive funcionasse mais como uma maneira de esconder arquivos que você não queria ver do que uma lixeira de fato.
Fonte: Google
A empresa ainda anunciou que os administradores do G Suite vão poder restaurar os itens que são deletados do lixo de usuários ativos dentro de até 25 dias. Então se você tiver perdido algum documento crítico do trabalho por acidente, é possível que vai dar para salvá-lo.
É provável que alguns usuários vão considerar o recursos de deletamento automático frustrante, mas a mudança traz alguns benefícios. O maior deles é que os arquivos da lixeira que não são deletados continuam contando para a sua cota de armazenamento do Google Drive. Com isso, a mudança deverá dar uma aliviada no espaço de muita gente.
Ainda de acordo com o site The Verge, a Google prometeu que vai adicionar um banner de notificação para o Google Drive para alertar os usuários. Além disso, os aplicativos Google Docs e Google Forms também vão receber um alerta parecido.Via: The Verge

Fonte: MundoConectado