EUA bane o TikTok e o WeChat a partir de 20 de Setembro

A partir do próximo dia 20 de Setembro será proibido fazer download das aplicações TikTok e WeChat nos Estados Unidos. A decisão foi anunciada há instantes pelo Departamento de Comércio dos Estados Unidos.
“As acções tomadas hoje provam mais uma vez que o presidente Trump fará tudo ao seu alcance para garantir a segurança nacional e proteger os americanos das ameaças do Partido Comunista Chinês”, disse Wilbur Ross, Secretário de Comércio os Estados Unidos. “Sob a direcção do presidente, tomamos medidas significativas para combater a recolha maliciosa de dados pessoais de cidadãos americanos na China, ao mesmo tempo em que promovemos os nossos valores nacionais, padrões baseados em regras democráticas e aplicação da lei agressiva e Regulamentações americanas ”, acrescenta o secretário.
Já se passaram vários meses desde que o governo de Donald Trump acusou o TikTok, que pertence ao grupo chinês ByteDance, de desviar dados de utilizadores para fornecê-los ao governo chinês, e é algo que o TikTok sempre negou.
Este anúncio do Departamento de Comércio dos Estados Unidos pode ser surpreendente em qualquer caso, visto que um acordo com a Oracle para manter o TikTok como está nos Estados Unidos, e esse acordo está bem perto de ser formalizado.

Donald Trump ordena o banimento do TikTok e WeChat dos EUA a partir de 20 de Setembro
Como lembrete, Donald Trump exigiu que uma aquisição, ou acordo, fosse assinado com uma empresa americana para que a TikTok permanecesse em vigor em terras do Tio Sam.
A Apple, e a Google, portanto, terão que remover as aplicações TikTok e WeChat da App Store e da Play Store nos Estados Unidos neste domingo.
Os utilizadores que tiverem as aplicações instaladas nos seus dispositivos, poderão continuar a funcionar com elas como sempre o fizeram. E mais uma vez, enquanto os utilizadores do Android poderão fazer o download das aplicações através de outras fontes, os utilizadores do iOS ficam novamente privados de mais 2 aplicações que contam com milhões de utilizadores.

Fonte: Noticias e Tecnologia