Governo dos Estados Unidos coloca a mira na Epic Games e Riot após banir TikTok e WeChat

O governo dos Estados Unidos da América está a investigar os protocolo de segurança da Epic Games, conhecida por Fortnite e pelo Unreal Engine usado em diversas das mais conhecidas produções nos videojogos.

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos enviou cartas a várias companhias com ligações à Tencent, a gigante chinesa com diversos investimentos efetuados em companhias ocidentais, nas quais pede que lhes sejam entregues diversos dados e informações, avança o Bloomberg.

A Tencent é dona da Riot Games, conhecida por League of Legends, Valorant e outros, sendo ainda dona de 40% da Epic Games.

O Departamento do Comércio dos Estados Unidos aumentou os seus esforços no conflito com a China ao anunciar que populares aplicações como TikTok e WeChat seriam banidas no país. A partir do próximo Domingo, estas populares apps sociais não estarão disponíveis nos Estados Unidos pois Donald Trump afirma que recolhem dados e são uma ameaça para a segurança dos seus cidadãos.

A tentativa de transferir as operações do TikTok para uma companhia dos Estados Unidos e contornar esta medida ainda decorre, mas se não for encontrada uma solução dentro de 48 horas, as apps ficarão indisponíveis.

A Tencent está relacionada com companhias como a Supercell, Marvelous, Bluehole, Netmarble, Frontier, Activision Blizzard, Ubisoft e Paradox, mas os dois alvos imediatos parecem ser a Epic Games e a Riot Games.

O governo dos Estados Unidos está interessado em descobrir mais do envolvimento da Tencent e como isto poderá afetar os seus cidadãos, especialmente através da recolha de informações sensíveis.

Fonte: EuroGamer