HP aposta em CPUs AMD Ryzen para sua nova linha de PCs corporativos

Segundo a HP, a proposta de incluir processadores da AMD na sua família de produtos corporativos foi motivada pela performance apresentada pela nova arquitetura Ryzen. Desde o lançamento em 2017, os CPUs Ryzen vem se destacando e evoluindo cada vez mais em termos de desempenho e consumo de energia, se tornando uma opção viável frente ao que é oferecido hoje pela Intel, sua principal concorrente.Veja também: Acer tem novos notebooks com processador AMD RyzenNotebook gamer da HP se destaca pela tela com taxa de atualização de 240HzDell lança PCs gamers no Brasil com AMD Ryzen e suporte a realidade virtual

Quem não possui muito espaço no escritório pode investir nos mini PCs da empresa. O EliteDesk 805 G6 promete entregar boa performance em um gabinete compacto. A HP apostou em um nova solução de resfriamento para reduzir o ruído emitido pela máquina.

HP ProDesk 405 é o primeiro desktop da linha corporativa da empresa com processador AMD. Imagem: HP/DivulgaçãoAos que preferem um notebook, a fabricante apresenta o Pro Book 635 Aero G7. O dispositivo pesa menos de um quilo e vem equipado com a série 4000 de processadores Ryzen Pro com vídeo AMD Radeon integrado. A compatibilidade com o novo padrão 6 de redes sem fio e a possibilidade de usar conexão 4G, são fatores que facilitam a vida de quem precisa ficar conectado o dia todo. Segundo a HP, mais de 60% do dispositivo é composto por matéria-prima reciclada.

Duas novas impressoras também fazem parte da família de dispositivos para escritório. A LaserJet 400 Series, menor impressora do mercado dentro do segmento, aposta em design compacto e conta com diversas soluções de segurança da HP. Já a HP DesignJet portfolio foi pensada para arquitetos e engenheiros. Um dos seus diferenciais é a possibilidade de trabalhar com diferentes tamanhos de papel.Além dos novos PCs, a fabricante também traz monitores e outros dispositivos voltados para uso profissional. O objetivo é consolidar a marca no mundo corporativo, nicho de mercado de grande importância para as gigantes da tecnologia.Fonte: ZDnet

 

Fonte: OlharDigital