O iOS 14 vai deixar seu iPhone mais rápido? Veja comparativo com versões anteriores!

O iOS 14 foca em trazer novos recursos e funcionalidades para o iPhone, como sempre acontece a cada update do sistema operacional da Apple. Mas, com o sistema sendo disponibilizado até em aparelhos mais antigos, muitos usuários ficam com a esperança que ele possa dar uma ajuda extra na performance do celular também. Para responder essas dúvidas, o canal iAppleBytes, no YouTube, criou um comparativo de performance bem completo, comparando o iOS 14 não apenas com o 13, mas também com versões mais antigas do sistema, chegando até o iOS 10.3.3.
O vídeo acima mostra o iOS 10.3.3, o iOS 11.4.1, o iOS 12.1 e o iOS 13.7 sendo comparados com o iOS 14, um por um. Os sistemas estão rodando num iPhone 6s e é interessante que o canal procura fazer um teste manual pela maior parte do vídeo.
Dá pra notar que o iOS 14 não traz um grande incremento de performance, nem se sai pior que seus antecessores. Em muitas das funcionalidades poderíamos dizer que ele executa as ações até um pouco mais rápido, mas com uma diferença tão pequena que dificilmente seria percebida sem olhar os celulares lado a lado.
O teste feito manualmente é bem-vindo porque testes sintéticos de benchmark nem sempre conseguem refletir a experiência de realmente usar o celular e notar as diferenças na performance. Mas, para garantir que seu comparativo seria bem completo, o canal também colocou os celulares lado a lado realizando benchmarks para concluir o vídeo.

No teste sintético o iOS 14 também não se saiu mal, ficando em segundo lugar no Geekbench 4, atrás do iOS 12 apenas. O que chama a atenção é o HTML 5, que parece ser o “calcanhar de Aquiles” para o iOS 14. Segundo o canal, o código já estaria se mostrando problemático durante a fase de testes da nova versão do sistema operacional, e no benchmark o iOS 14 ficou por último no teste de single core.
De qualquer forma, deu pra ver pelo vídeo que a experiência de usar o iPhone 6s com o iOS 14 é bem semelhante aos demais sistemas. Pode não ser um grande incremento ou vantagem, mas certamente não piora o uso do celular.Fonte: WCCFTech

Fonte: MundoConectado