Vale a pena desbloquear o Nintendo Switch?

O Nintendo Switch é um excelente console de jogos, mas e se você pudesse fazer mais com ele? Algumas pessoas modificam e instalam um firmware personalizado em seu Switch para instalar jogos sem precisar pagar por eles.
Não recomendamos, mas falaremos sobre este processo. Antes de desbloquear seu Nintendo Switch, você deve pensar muito sobre os prós e contras.
Motivos para não desbloquear o Nintendo Switch
Como falamos anteriormente, nós não recomendamos que você desbloqueie o seu console Nintendo Switch. Aqui estão alguns problemas que podem ocorrer se você fizer isso:
Você pode bloquear seu Nintendo Switch, tornando-o inutilizável.
A Nintendo pode banir sua conta, removendo o acesso a todas as suas compras legítimas.
A Nintendo pode proibir o seu console Nintendo Switch de se conectar a serviços online.
Se mesmo com esses três pontos você ainda deseja saber sobre o processo de desbloqueio de um Nintendo Switch para rodar um software homebrew, abaixo estão os fatores a considerar.
Por que você deveria desbloquear seu Nintendo Switch?
O processo de instalação de firmware customizado em um console, muitas vezes referido como desbloqueio, é muito parecido com o jailbreak em um iPhone. O objetivo final é instalar o firmware personalizado no dispositivo, removendo as restrições do fabricante original.
Relacionado

iPhoneVale a pena fazer Jailbreak no iPhone? Quais os riscos?

No caso da Apple, o jailbreak permite que você modifique o sistema operacional iOS, instalando softwares de fontes desconhecidas e vasculhando partes do sistema que você nunca poderia fazer sem o procedimento de desbloqueio.
O mesmo acontece com o Nintendo Switch. Você está executando uma versão personalizada do firmware da Nintendo. Isso significa, em teoria, que ele deve manter a compatibilidade com jogos e software originais, impedindo que você use softwares de outras fontes além do eShop ou de um cartucho.
O que é Homebrew?
“Homebrew” é um termo usado para descrever o software fornecido pelo usuário. Este software permite que você faça coisas que a Nintendo nunca sancionou. O mais óbvio deles é instalar software de fontes sem escrúpulos, incluindo jogos piratas.
Você pode instalar emuladores em um Switch modificado e jogar todos os tipos de jogos clássicos nos primeiros consoles domésticos, computadores e gabinetes de fliperama. Certamente existem problemas com plataformas mais modernas e exigentes. No entanto, para plataformas mais antigas, como SNES e Nintendo DS, funciona bem. Há até uma porta de Switch confiável de PCSX, um emulador original do PlayStation.
É possível ainda portar sistemas operacionais inteiros, como o Ubuntu Linux, uma versão do Linux chamada “Lakka”, que se concentra na emulação, e uma versão do Android.
Uma vez que você modificar um console, você terá o trabalho de atualizar aplicativos, fazer backup e restaurar dados salvos, bloquear atualizações automáticas, atualizar seu console com segurança e tornar mais fácil realizar o mesmo jailbreak no futuro.
Mas desbloquear seu Switch pode ser muito divertido. Se você gosta de entender como as coisas funcionam, desbloquear o Nintendo Switch pode ser um belo desafio, e você pode até mesmo fazer seus próprios aplicativos caseiros.
Um importante alerta
Desbloquear o Nintendo Switch não é para todo mundo. A maioria dos proprietários de Switch que simplesmente deseja jogar alguns jogos, deve evitar fazer isso. Quem não tem conhecimentos técnicos para fazer isso também deve pensar duas vezes.
Há um pequeno risco de que, ao fazer isso, você bloqueie seu Switch. Se você tiver apenas um console, não vale a pena correr o risco. Se você tiver um segundo console e não se importa de porventura perder a funcionalidade do seu, pelo menos ainda terá seu switch “principal”, caso as coisas derem errado.
Não é uma surpresa que a Nintendo não gosta de pessoas desbloqueando seus consoles. Não só por causa da pirataria de jogos, mas também pelas possibilidades de modificar arquivos de jogos, e assim obter uma vantagem injusta.
Por exemplo, você pode modificar arquivos salvos para “consertar” tabelas de pontuação elevada ou instalar softwares como emuladores (que a Nintendo vem lutando contra há anos). Também há uma chance de você instalar um software malicioso, já que o homebrew não foi examinado pela Nintendo.
Se a Nintendo detectar um firmware personalizado no seu switch modificado, você pode ser banido permanentemente dos serviços online. Isso tem consequências severas. Você não poderá acessar sua biblioteca de jogos comprados legitimamente na eShop. Você também não poderá mais usar o Nintendo Switch Online. Isso significa que você não terá acesso a comunidades online.
A Nintendo provou que está preparada para aplicar proibições de hardware a sua lista negra, bem como proibições de nível de conta para várias infrações. Um banimento no nível da conta significa que você vai precisar “recomeçar” e abrir uma nova conta no mesmo console, mas perderá todas as suas compras e quaisquer serviços associados. Uma proibição de hardware significa que você nunca poderá conectar o console Nintendo Switch aos serviços online novamente.
Mesmo que você tenha um segundo Switch que está preparado para sacrificar, é uma boa ideia eliminar qualquer menção à sua conta principal da Nintendo antes de mergulhar em um desbloqueio.
Tenha cuidado se decidir desbloquear seu Switch
A biblioteca do Nintendo Switch está crescendo a cada dia. Embora a Nintendo tenha tido três primeiros anos explosivos, ainda há alguns grandes jogos exclusivos, incluindo a sequência de Breath of the Wild, um novo Metroid Prime e Paper Mario: The Origami King.
Arriscar seu switch em um momento tão favorável a loja do console não parece valer a pena, a menos que você tenha uma unidade sobressalente para sacrificar. Mesmo assim, pode ser melhor usar um clone de switch barato.
Fazer jailbreak de um dispositivo é uma ideia muito ruim se você não tem certeza do que realmente está fazendo. Também é uma ideia terrível se for o único dispositivo que você possui. Dito isso, se você estiver disposto a experimentar, correr o risco e ter um segundo dispositivo com o qual possa mexer, o jailbreak pode dar a você a capacidade de fazer coisas realmente divertidas e interessantes em seu Nintendo Switch.

Fonte: OficinaDaNet