China avisa que o TikTok não terá novo dono

A guerra comercial entre os Estados Unidos e a China está a aquecer, e num contexto de disputas em torno da compra / parceria para a aplicação TikTok, a situação não parece ser a melhor. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já revelou que irá negar qualquer forma de parceria que não inclua a saída da editora chinesa ByteDance, e essa é uma condição imposta. No entanto, os últimos relatos de que a Oracle e do Walmart, iriam tomar conta da aplicação, não eram totalmente verdade, já que apenas se tornam “parceiros americanos” do TikTok.
Pouco antes dessa sequência, a China havia tentado proteger o Tiktok alterando os seus regulamentos para proibir a venda de elementos de software “confidenciais” durante uma operação de aquisição por uma empresa estrangeira.

E agora, a tensão acaba de aumentar, já que um artigo no China Daily, um dos veículos oficiais da comunicação do Partido Comunista Chinês, “mata de vez” a vontade americana de assumir o controlo do TikTok, descrevendo-o como um projeto “sujo” e ” injusto ”com base em “ intimidação e extorsão”.
Governo da China não tem intenções de que o TikTok mude de dono
O editorial do China Daily relembra o sucesso fenomenal de Tiktok (200 milhões de downloads) e mais de 1 bilião de dólares em receita, que está acima de tudo os números recordes que motivam a posição americana. As proibições de Tiktok e WeChat deveriam ter entrado em vigor no passado dia 20 de Setembro, mas o anúncio da parceria deu a TikTok um pequeno adiamento, pois o juiz de São Francisco bloqueou a proibição de WeChat invocando a 5ª emenda.

Fonte: Noticias e Tecnologia