Microsoft Defender prepara-se para receber uma grande actualização

A Microsoft aproveitou a conferência Ignite 2020, que iniciou hoje e decorre até ao próximo dia 24 de Setembro, para anunciar algo novo no Antivirus do Windows 10, o Windows Defender. Na verdade, o software antivírus gratuito em breve consolidará os serviços de detecção, e correcção, do Microsoft 365 Defender e Azure Defender.
As duas entidades formarão agora o Microsoft Defender. Segundo as declarações da empresa, esta fusão proporcionará “a maior cobertura de recursos de qualquer solução XDR do sector”. Como um lembrete, as soluções XDR tornam possível responder rapidamente a ameaças cibernéticas furtivas graças a algoritmos de aprendizagem de máquina, e análises constantes dos seus dados na nuvem, das suas redes e terminais.
Por outras palavras, o XDR permite que as organizações tenham uma visão panorâmica da sua rede, enquanto fornece resoluções automáticas quando possível. Para a empresa de Redmond, essa reorganização do Defender foi projectada para aumentar a eficiência do seu antivírus, ao mesmo tempo que o torna mais fácil de usar.
Microsoft prepara uma grande actualização para o Microsoft Defender
“As equipas de segurança sempre acham difícil lidar com as ameaças através de uma colcha de retalhos de soluções mal integradas que não cobrem todas as cargas de trabalho, a nuvem e os dispositivos dos quais as empresas dependem”, afirma Vasu Jakkal, vice-presidente de segurança da Microsoft.

Na mesma linha, o Microsoft Defender foi, por sua vez, enxertado no Azure Sentinel, a ferramenta de gestão de SIEM da gigante americana.
Por último, a Microsoft confirmou a disponibilidade do Microsoft Defender ATP (Proteção Avançada contra Ameaças) no Android e numa versão prévia para o iOS. No caso do SO da Apple, o software antivírus apenas irá oferecer protecção contra tentativas de phishing.

Fonte: Noticias e Tecnologia